fórum papelcartão sustentável
Espaço aberto para o diálogo entre os elos da cadeia de produção,
consumo e reciclagem de papelcartão em prol da sustentabilidade

A+A-

news

4 julho 2012
Fórum Papelcartão Sustentável promove encontro das equipes comerciais para compartilhar o conceito da sustentabilidade

 

 

Representantes das equipes comerciais das empresas Ibema, Klabin, MD Papéis, Papirus e Suzano Papel e Celulose foram convidados pelo Fórum Papelcartão Sustentável para ouvir e discutir o conceito da sustentabilidade integrado ao seu negócio. No encontro, que ocorreu nesta terça-feira, 3 de Julho, estiveram presentes cerca de 80 pessoas, entre líderes, gerências e equipes de atendimento e pós-venda das cinco companhias promotoras do Fórum, além de representantes da Associação Brasileira de Celulose e Papel – Bracelpa, coordenadora administrativa da iniciativa.

 

O evento “Conhecer, Participar e Divulgar” foi uma oportunidade para disseminar os objetivos, ações e mensagens do Fórum Papelcartão Sustentável para profissionais chave na cadeia de produção e consumo do material, sendo o elo entre a indústria e seus principais clientes, dos distribuidores aos gráficos e convertedores até as grandes empresas compradoras (end users). Na ocasião também foi apresentado às equipes comerciais um pouco mais sobre como o tema ‘sustentabilidade’ é tratado pelo Fórum e como todos podem auxiliar com a disseminação de informações a esse respeito.

 

Logo na abertura do encontro, representando as promotoras do Fórum, Tadeu Souza, diretor comercial da MD Papéis, estimulou os presentes a compartilhar com seus vários públicos – de clientes a familiares e amigos – a sustentabilidade que caracteriza o do papelcartão, levando em consideração seu ciclo de vida, desde a origem renovável, a partir da madeira proveniente de florestas plantadas, até sua reciclagem. “Nossa indústria atua no mais completo nível de sustentabilidade. Temos de reforçar, então, um trabalho minucioso de educação para compartilhar essas boas práticas a fim de aumentar o conhecimento sobre o material, em prol de um consumo mais consciente”, completou o executivo.

 

Em seguida, Elizabeth de Carvalhaes, presidente executiva da Bracelpa, fez breve relato sobre a participação do setor na Rio+20, comprovando a relevância da indústria brasileira de celulose e papel no mundo. Mais especificamente sobre o mercado de papelcartão, Elizabeth informou tratar-se de um dos derivados do papel que mais devem crescer mundialmente nos próximos dois anos, fruto do aumento do consumo, em especial nos países emergentes. “A perspectiva é que o consumo de papelcartão cresça em 2,5% até 2015, resultado do aumento da procura por alimentos e fármacos”, explica. Nota-se aí uma relação direta entre o aumento da renda da população e consequente alta nas vendas de bens de consumo, e a demanda do papelcartão, material utilizado na embalagem desses produtos.

 

Atrelado a esse panorama positivo, o conceito de sustentabilidade que é atributo do papelcartão só reforça o valor do material, uma vez que é derivado da celulose brasileira, “a mais pura do mundo, com 100% de carbono sequestrado”, segundo Elizabeth.  É nessa equação de “sete bilhões no mundo + aumento da renda = novos consumidores” que é possível contribuir com mais dados que possam promover mais consciência no momento da compra.

 

Por isso mesmo os profissionais presentes foram convidados a serem, também, instrumentos de difusão dessas informações a fim de estimular uma consciência mais crítica por trás dos hábitos de compra de bens duráveis e não-duráveis, estendendo a responsabilidade aos públicos que integram a cadeia de valor do papelcartão, que são, em última instância, também consumidores.

design by müller camacho design comunicação